Noticias

Por que somos tão improdutivos?

22/08/2016

5º Apeti Talk discute como é possível produzir mais e melhor 


É possível fazer mais, mais rápido e melhor. Mas como? A produtividade nas empresas e na vida pessoa, foi o tema discutido na 5ª edição do Apeti Talk, realizada no dia 18 de agosto. “Este é um assunto que pode propor soluções estratégicas para o setor de TI, mas deve ser debatido por profissionais de qualquer área. Todos ganham quando produzimos mais e melhor”, assegura Jean Daher, presidente da Apeti.  

 

No auditório da Fatec Rio Preto, três especialistas participaram do debate sobre o assunto: Ana Alice Ruschel gerente de Operações da Shift Consultoria e Sistemas; Fábio Martins, consultor da Confidence / FDC; e Beto Braga, CEO da Next.Biz. Conduzidos pelo diretor financeiro da Apeti, João Paulo Rodrigues, os convidados falaram sobre os ladrões de produtividade e contaram o que fazem para produzir mais e melhor.

 

As dicas dos especialistas

 

Segundo o consultor Fábio Martins, uma pesquisa da Deloitte Auditoria aprontou que o brasileiro trabalha, em média, 12h por dia. No entanto, a cada 11 minutos somos interrompidos ou paramos o trabalho por algum motivo. E aí, demoramos até 20 minutos para retomarmos o trabalho de onde paramos. “E aí vem a pergunta: quantas horas realmente trabalhamos?, questiona o consultor. Fábio ainda ressaltou que 50% dos gargalos de tempo estão ligados à comunicação: “nos comunicamos mal no ambiente de trabalho, em casa, com parceiros de negócios. Isso tem que ser colocado em pauta – nós perdemos tempo simplesmente por não sabermos nos comunicar”, garante.

 

Ana Alice lembrou que apesar de serem tratadas como vilãs da produtividade, as redes sociais, na verdade, não são o grande problema das empresas – mas sim, a falta de planejamento. “Eu posso permitir que o colaborador acesse as redes sociais. Pode até jogar no celular, por que não? Desde que tenha um plano, um objetivo a ser cumprido. Tenho percebido que as empresas têm pouco dinheiro para planejar, e muito dinheiro para retrabalho”, brincou a gerente. “Se a empresa não tem maturidade, foco e um plano a seguir, não são apenas as mídias sociais que vão tomar o tempo da equipe”, completa.

 

Beto Braga aproveitou para lembrar que o mundo, hoje, não permite que os profissionais se acomodem. “O modelo de trabalho tradicional, no formato que conhecemos, vai acabar. Por isso, não dá mais para deixar a reciclagem para depois. Temos que nos reciclar o tempo todo, caso contrário, paramos no tempo. E quem para no tempo, para de produzir”, garante o empresário. Segundo Beto, existem muitas ferramentas gratuitas que permitem aprender e gerenciar a produtividade. “Existe muita coisa, software, aplicativos, tudo gratuito e acessível para quem quer aprender mais, planejar mais e produzir mais e melhor”.

 

Próximos eventos

 

O registro os melhores momentos do 5º Apeti Talk já está disponível na fanpage da Apeti. Nela você também pode conferir a agenda dos próximos eventos da Associação. “Nosso desejo é promover encontros, debates e discussões, semelhantes ao que vimos no Apeti Talk, para cumprir nossa missão de promover o desenvolvimento através da capacitação”, explica o presidente da Apeti, Jean Daher.

 

Em outubro, a Apeti realiza o Apeti Summit. E enquanto você se prepara para o evento, pode participar do Café com Negócios, encontro mensal que reúne grupos de interesse para promover networking e compartilhar boas práticas. “Em agosto, nosso Café com Negócios será realizado no Senac, dia 31, a partir das 8h30”, lembra Jean. Para saber mais e fazer sua inscrição, é só entrar em contato: (17) 98211-0045 ou pelo e-mail apeti@apeti.org.br.

 

  

 

 

 

 

 

Tel. (17) 98211-0045

  Apeti - Associação dos Profissionais e Empresas de Tecnologia da Informação
Rua Dr. Raul Silva, 721 sala 01 - Vila Redentora - São José do Rio Preto/SP 
CEP.: 15015--020   |  Email: apeti@apeti.org.br
 

Desenvolvido por Webplus