Noticias

A nova era da computação

Computadores com tecnologia quântica atendem as necessidades de empresas com muito mais precisão do que computadores convencionais

 

Há algum tempo têm-se ouvido falar muito da computação quântica. Um novo modelo de computadores mais potentes e eficientes que os atuais. Essa nova tecnologia pode aumentar a capacidade e velocidade exponencialmente focada em algumas classes de problemas.

Um pouco mais complicada de se explicar do que a computação convencional, na computação quântica são utilizadas as operações binárias determinísticas com operações logísticas bit, ou seja, bits com valor de 1 ou 0. Mas a quântica também é considerada probabilística, podendo descrever qualquer valor entre 1 e 0, ou uma combinação dos dois.

A dinâmica dessa tecnologia é baseada na física quântica, e é isso que permite que esses computadores façam cálculos simultâneos com mais rapidez e de forma mais natural do que os convencionais que requerem muito mais recursos para apresentarem resultados parecidos com os apresentados pelo computador quântico.  

Para entender o que é um computador quântico é necessário relembrar a lei de Moore (Gordon Earl Moore). O conceito criado por ele, na década de 60, diz que teríamos computadores mais potentes e com poder de processamento dobrado a cada 18 meses. O computador quântico tem poder de processamento muito maior do que o próprio Gordon Moore poderia imaginar, o que permite que tenhamos, nessa era, uma tecnologia mais avançada e à frente de tudo o que já foi projetado há anos. E isso é muito bom! Uma prova de que a tecnologia, como já se sabe, é muito mais abrangente e pode avançar muito mais do que se possa imaginar.   

O primeiro computador quântico de uso comercial abrangente é o Q System One, da IBM, apresentado na feira anual Consumer Electronics Show (CES),que aconteceu em fevereiro, em Las Vegas (EUA). “Precisamos da computação quântica para simular a natureza. Isso vai ser fundamental para a descoberta, entre outras coisas, de novos medicamentos”, afirmou o americano Robert Sutor, vice-presidente da IBM responsável pela estratégia quântica da empresa. Além disso, a tecnologia pode ajudar outros setores a fazerem simulações mais certeiras, como: gestão de investimento, pesquisas, mensuração de riscos em vários e diferentes cenários. (Época Negócios, 08/02/19). 

Essa tecnologia irá transformar o modo como as empresas se organizam, possibilitando resultados muito mais satisfatórios tanto para os que entregam os produtos (empresas), como para os que recebem (usuários/clientes). Dessa forma, assim que os computadores quânticos forem sendo testados e aprovados, poderemos contar com mais esse avanço da ciência tecnológica para tornar ainda melhor as organizações pelo mundo, proporcionando o que há de melhor em tecnologia e inovação. Pode ser que ainda demore alguns anos para de fato as empresas conseguirem ter acesso à essa tecnologia, porém é de se esperar que, um dia, todas possam usufruir dos benefícios oferecidos por ela. O que já se sabe no universo da tecnologia é que a Computação quântica irá transformar o mundo dos negócios.

 

 

 

 

Tel. (17) 98211-0045

  Apeti - Associação dos Profissionais e Empresas de Tecnologia da Informação
Rua Dr. Raul Silva, 721 sala 01 - Vila Redentora - São José do Rio Preto/SP 
CEP.: 15015--020   |  Email: apeti@apeti.org.br
 

Desenvolvido por Webplus